Página Inicial Fale Conosco Assine o Paraná Centro
Publicidade

03/01/2017

Expectativa de feirantes é positiva com mudança de espaço da Feira Sole Lua, em Ivaiporã

Novo espaço deve atrair mais pessoas a Feira Sol e Lua

Barraca dos pastéis é uma das mais tradicionais da Feira Sol e Lua

Barraca dos pastéis é uma das mais tradicionais da Feira Sol e Lua

Oseias Lara e esposa Meiriele

Oseias Lara e esposa Meiriele

Claudelir Ribeiro está animado com espaço

Claudelir Ribeiro está animado com espaço

Na semana passada, foi concretizada a mudança de espaço da Feira Sol e Lua, em Ivaiporã – saindo da Rua José Canteri, próxima ao lado do Banco do Brasil, para a estrutura construída pela Prefeitura no Parque Ambiental Jardim Botânico. A Prefeitura construiu quiosques que substituirão as barracas montadas para a Feira Sol e Lua. Em cada espaço, os feirantes podem deixar equipamentos, o que facilita a prestação de serviço.

Há 15 anos, o feirante Antônio Marcos Aleixo de Oliveira é responsável por uma das barracas mais tradicionais. Antes de mudar para o espaço, foi feita uma pesquisa entre os clientes, questionando a mudança de espaço e a maioria aprovou. “Durante a festa de aniversário do município obtivemos um bom resultado. Acredito que neste espaço será bom para os feirantes e também para a cidade. Por isso, vamos trabalhar para colocar mais cadeiras e melhorar a estrutura, oferecendo conforto aos clientes”, informou.

Por outro lado, o feirante Oseias Siqueira de Lara, que tem barraca há 15 anos, iniciou vendendo verduras, e passou a comercializar suco, pamonhas e, em breve, fogaça. Para ele, a mudança é positiva principalmente porque o ambiente é mais agradável e há mais famílias passeando pelo Parque Ambiental Jardim Botânico.

O presidente da Associação dos Feirantes, Claudelir Ribeiro Godoy (Polaco), explicou que o objetivo da Prefeitura é proporcionar conforto aos feirantes, que deixaram de ter o transtorno de ter que montar e desmontar as barracas. Nos dias de chuva, a estrutura também vai facilitar a guarda dos produtos que são comercializados. “Além de desafogar o trânsito no centro, viemos para um espaço que é cartão postal da cidade. Além disso, o movimento de famílias é maior. Acredito que será muito positivo para os feirantes”, comentou o presidente.
Claudelir Godoy disse que a mudança não foi realizada antes por questões burocráticas e também para que a Feira Sol e Lua pudesse aproveitar o movimento de final de ano no centro.

“A nossa expectativa é positiva, porque temos muitos atrativos. Acredito que diariamente haverá movimento de pedestres, caminhantes e consumidores nas barracas. Por isso, os feirantes estão se preparando com produtos de qualidade”, antecipou.





< Voltar





Mais Lidas








Grupo 



 Página principal