Página Inicial Fale Conosco Assine o Paraná Centro
Publicidade

10/10/2016

Lesão de ligamento cruzado anterior

Colunista Vandia

O joelho é uma articulação de extrema importância, composto pelos ossos da coxa (fêmur) e da perna (tíbia), além da patela. A junção desses ossos depende de estruturas de suporte, como ligamentos, cápsula da articulação e os meniscos, que garantem a estabilidade.

Frequentemente nas lesões agudas ocorre comprometimento de mais de uma estrutura. Nas lesões de ligamentos, pode ser observado estiramento com ou sem instabilidade do joelho ou ruptura completa do mesmo.

O ligamento cruzado anterior é o principal do joelho, porque é o que proporciona mais estabilidade à articulação e, por isso, lesões são de grande importância, principalmente nos casos de moderados a graves. Geralmente, necessitam de cirurgia.

Ele também é o mais frequentemente lesado, porque é responsável por evitar movimentos de “gaveta” e rotação exagerada do joelho. Desta forma, a rotura ocorre principalmente em esportes como futebol, basquete e voleibol, que exigem muita rotação e muitas vezes o pé pode ficar preso no chão e o corpo rodar sobre o joelho.

As principais vítimas dessas lesões são os chamados “atletas de final de semana”, que não têm uma musculatura adequada e nem o hábito de fazer alongamentos, o que predispõe a uma estrutura muscular mais fraca e sobrecarrega o ligamento, que pode assim se romper.

O estiramento ou ruptura deste ligamento geralmente ocasiona edema (inchaço) articular considerável, estalo alto no momento da lesão, dor difusa no joelho, rigidez articular e sensação de instabilidade da articulação, impossibilitando muitas vezes andar normalmente.
Alguns fatores podem influenciar para o aparecimento dessa lesão: predisposição biomecânica, fraqueza muscular, sedentarismo, outras lesões pré- existentes no joelho, etc.

Estruturas como os ligamentos têm pouca capacidade de se regenerar, por isso, na maioria dos casos, além da fisioterapia, é necessário o tratamento cirúrgico. Geralmente, o joelho é muito dependente de um ligamento cruzado anterior em perfeito funcionamento. Caso contrário, torna-se instável e seguidas entorses podem ocorrer.Tal processo acarretará numa artrose precoce, acometendo outras estruturas do joelho como os meniscos e a cartilagem articular.

A fisioterapia é de fundamental importância no tratamento conservador, no pré-cirúrgico e no pós-cirúrgico. O tratamento visa o fortalecimento muscular, restabelecimento da estabilidade articular e ganho de mobilidade articular. Pode também ser necessária terapia manual, como a osteopatia, para ganho de mobilidade articular e melhor grau de movimento pela liberação da musculatura local, ou mesmo recursos manuais para drenagem do edema local.
Mantenha a vida em movimento: consulte seu fisioterapeuta

Dra Vândia Leal
Fisioterapeuta
Crefito 8: 96373-F
(43) 9648-1059





< Voltar





Mais Lidas








Grupo 



 Página principal