Página Inicial Fale Conosco Assine o Paraná Centro
Publicidade

04/04/2016

Estimulação russa para os músculos do rosto

Colunista Vandia

O aparelho inventado há décadas pelos astronautas russos para estimular a musculatura com descargas elétricas durante as viagens espaciais é a mais nova descoberta contra o envelhecimento do rosto. A técnica, conhecida como estimulação russa, foi adotada, por exemplo, para estimular o corpo da atriz Vera Fischer e vem sendo usada agora contra a flacidez e a atrofia dos músculos da face por fisioterapeutas. A técnica é ideal para recuperar músculos do rosto impossíveis de serem exercitados:
O aparelho promove uma musculação facial progressiva, durante a qual se modifica gradativamente a resistência muscular através do aumento da amplitude da corrente elétrica que vai fortalecendo os tecidos. 

A maioria das clínicas estéticas que oferecia estimulação russa para o corpo está adotando também o tratamento facial os bons resultados se devem à capacidade de as correntes elétricas recrutarem, a cada contração, maior quantidade de fibras musculares que os movimentos realizados livremente ou contra resistência de pesos:
A corrente russa promove um verdadeiro fortalecimento muscular. É uma corrente de alta frequência de 2.500Hz, que carrega dentro de si uma corrente alternada de média frequência, permitindo o uso de amplitudes altas sem riscos de queimaduras ou da chamada lama nódica, que é uma vermelhidão na pele provocada por acúmulo de íons. A estimulação do tecido neuromuscular é feita por correntes alternadas bifásicas e balanceadas - diz.

Antes da estimulação elétrica da face Marcia Almeida Andrade disse que é necessário um tratamento prévio à base de crioterapia (terapia através do gelo) para relaxar e soltar os grupos de tensão dos músculos e restabelecer o equilíbrio da fisionomia para que os eletrodos entrem em ação:
É possível notar uma diferença na fisionomia após dez sessões. O ganho de tônus e de massa muscular de determinados músculos da face faz com que a pele, uma continuidade do tecido muscular, também se modifique, levantando o rosto e eliminando o ar cansado e as zonas de tensão que muitas vezes parecem fechar a fisionomia.

O tratamento ideal é de 20 sessões de uma hora de duração, duas ou três vezes por semana, que custam em média de acordo com cada região. A fisioterapeuta advertiu porém, que os aparelhos devem ser utilizados somente por profissionais da área de saúde, principalmente fisioterapeutas.

A corrente é unidirecional e deve ser aplicada com a modulação e a instalação de eletrodos adequadas. A técnica segue um protocolo, de acordo com o grupo muscular a ser tratado. A estimulação feita de forma errada pode causar danos neuromusculares, além de não apresentar resultados.

A procura tem sido grande e o resultado aparece na 10ª sessão. Tudo o que se pode fazer para melhorar a aparência e rejuvenescer é sempre bem-vindo.

O tratamento é contra-indicado para pessoas que usam marcapasso e que sofrem de hipertonia muscular decorrente de paralisia facial, alteração de sensibilidade e de afecções agudas do rosto.

Fonte/O Globo - Rio de Janeiro/RJ
Dra Vândia Leal
Fisioterapeuta
Crefito 8 96373- F
Vanmed Clínica de Fisioterapia Estética e Nutrição
(43) 9648-1059





< Voltar





Mais Lidas








Grupo 



 Página principal